logo

Após multa de US$ 289 Mil por morte de Duble, Marvel não tem planos para novos filmes de Deadpool.

Durante seu primeiro trabalho como dublê Joi Harris sofreu um acidente de motocicleta em Agosto de 2017 e infelizmente veio a falecer. Investigações apuram cinco violações de segurança na produção do filme e foi aplicado uma multa de US$ 289,5 Mil.

A Produtor TCF Vancouver foi multada pela WorkSafeBC, que reconhece a morte da Dublê como um acidente de trabalho que poderia ter sido evitado, caso algumas das medidas de segurança tivessem sido seguidas. Harris foi ejetada da moto em que estava durante uma gravação e colidiu contra uma janela de vidro, de um prédio próximo as gravações. A produção do filme foi imediatamente interrompida após o acidente.

Antes de fazer parte da equipe de Deadpool 2, Joi era competidora profissional desde 2014, tornando-se a primeira mulher Afro-Americana a oficialmente participar do motociclismo.

Parte do relatório feito pela WorkSafeBC foi divulgado em 2017, e dizia o seguinte:

“Um local de trabalho temporário foi configurado para gravar uma cena de filme para uma produção de cinema. O local fora isolado do público em geral e do tráfego pelo Departamento de Polícia de Vancouver. A trabalhadora estava ensaiando uma cena de dublê que envolvia pilotar uma motocicleta Dictate 939 Hyperstrada do lado de fora de um edifício, através de um bloco de concreto, descendo uma rampa que havia sido construída sobre três escadas e parando no patamar da escada. Durante a primeira filmagem da cena, a dublê continuou pilotando além do ponto de parada planejado no patamar da escada e continuou a descer uma segunda rampa construída sobre as escadas inferiores e do outro lado da estrada. A motocicleta atingiu a borda da calçada de concreto, a trabalhadora foi jogada da motocicleta e impulsionada através de uma janela de vidro de um prédio”.

Junto com o anúncio da multa em outra entrevista Rob Liefeld, criador do personagem Deadpool, não tem tanta certeza que o próximo filme acontecerá, como foi confirmado por Ryan Reynolds no ano passado.

Liefeld revelou sentir que o anti-herói não terá mais filmes, devido a grande quantidade de longas esperados da Marvel para os próximos anos. O criador acredita que não há espaço para Deadpool 3, além de afirmar que Kevin Feige, CEO do estúdio, tem nenhum plano para uma sequência:

“Eu não sei. Uma coisa que as pessoas não querem ouvir, mas graças a Deus eu sou um realista: eu sinto que o os filmes do Deadpool acabaram. Temos dois filmes brilhantes e vivemos em uma cultura que sempre olha para o futuro, porque tudo o que eles estão sempre nos vendendo é ‘próximo, próximo, próximo’. É a febre. Para mim, quando a febre passa, as pessoas só precisam se acalmar e perceber que Deadpool 1 e 2 foram lançados dentro de dois anos um do outro, 2016 e 2018, e eu simplesmente não posso… Eu não estou muito a favor dos planos da Marvel agora.”

Em entrevista Liefeld se refere a Fase Quadro da MCU, que não inclui nem mesmo filmes do X-Men, mesmo que já façam agora parte do universo Marvel.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter